Postado em 23 de Maio de 2016 às 08h47

Benefícios da Farinha de Feijão Branco!

Alimentação (88)
Dr. Bem Estar - Seu Portal de Saúde! A obesidade vem crescendo acentuadamente ao redor do mundo nos últimos anos e os potenciais riscos de sua prevalência e progressão envolvem as dislipidemias, hipertensão,...

A obesidade vem crescendo acentuadamente ao redor do mundo nos últimos anos e os potenciais riscos de sua prevalência e progressão envolvem as dislipidemias, hipertensão, doenças coronarianas e diabetes, entre outras.

Atualmente, estão disponíveis diversos produtos para o controle do peso e diminuição da glicemia, incluindo preparações farmacológicas e suplementos dietéticos, que objetivam restringir a absorção de energia, sendo a maioria constituída de extratos vegetais.

O feijão branco (Phaseolus vulgaris) pertencente à família Fabaceae é amplamente consumido pela população brasileira como alimento e constitui a base alimentar da maioria dos brasileiros. O mesmo é considerado uma importante fonte de proteína, apresenta elevado teor de lisina, carboidratos complexos, além da presença de vitaminas do complexo B e de ferro.

Além de ser uma fonte de nutrientes essenciais, o feijão branco possui constituintes químicos que são considerados componentes com ação funcional, como os flavonóides, incluindo flavonóis, glicosilados ou não, antocianidinas, proantocianidinas e isoflavonas, bem como ácidos fenólicos.

A utilização diária do feijão branco como farinha tornou-se comum, devido à presença do inibidor da enzima digestiva alfa-amilase, conhecida como faseolamina. A faseolamina é capaz de diminuir o conteúdo calórico fornecido pela ingestão de carboidratos por inibir a absorção de carboidratos. O feijão branco também possui fibras alimentares que apresentam efeito hipoglicêmico e hipocolesterolêmico já demonstrados.

As enzimas amilase e glicosidase são responsáveis pelo processamento de carboidratos provenientes da dieta, atuando na quebra do amido e na absorção de monossacarídeos pelos enterócitos. Dessa forma, inibidores dessas enzimas, presentes em plantas oferecem uma estratégia promissora para o controle da hiperglicemia associada ao diabetes tipo 2, obesidade e hipertensão por meio da redução da quebra do amido e da absorção da glicose no intestino.

Adicionalmente, a lipase envolvida no metabolismo de lipídeos apresenta-se também como interessante alvo de inibidores, uma vez que sua inibição promove redução na absorção de triacilgliceróis da dieta, ocasionando diminuição do aproveitamento calórico e perda de peso.

Por fim, estudos realizados com diversas variedades de feijão demonstraram o seu potencial como alimento funcional.

Fonte: CháMais

Veja também

Confira 7 dicas para uma Páscoa Saudável!11/04/17 Páscoa sem culpa! Sim, é possível se render ao chocolate no próximo domingo. Mas calma! Também não precisa comer uma caixa de bombom sozinha ou devorar um ovo mega calórico em cinco minutos. Uma porção de chocolate e uma pitada de equilíbrio parece ser a receita perfeita. A pedido do blog, a nutricionista Karen Schlösser preparou sete......
Benefícios da Maca26/11/15 A planta medicinal conhecida como Maca, de nome científico Lepidium meyenii, é indicada para homens e mulheres com problemas hormonais, e que procuram melhorar o seu desempenho em atividades físicas e mentais. Os principais......
Vitaminas do Complexo B, Conheça e saiba os Benefícios!23/01/17 As vitaminas são elementos que o nosso corpo não consegue fabricar de maneira suficiente e desempenham importantes papeis no funcionamento do metabolismo. As vitaminas do Complexo B são solúveis em água e estão......

Voltar para (NOTÍCIAS)