Postado em 03 de Novembro de 2017 às 12h38

Musculação na Infância!

Boa Forma (62)
Dr. Bem Estar - Seu Portal de Saúde! Só quem realmente pratica e gosta de musculação sabe que este provavelmente seja o esporte que mais sofre preconceito da população em geral, certas “culturas”...

Só quem realmente pratica e gosta de musculação sabe que este provavelmente seja o esporte que mais sofre preconceito da população em geral, certas “culturas” foram se criando durante os anos, sempre buscando pontos negativos desta modalidade e que na realidade não passam apenas de especulações sem sentido por pessoas sem nenhum conhecimento técnico especifico.

E quando se fala de musculação para crianças, é raro achar quem não ache isso um absurdo. Também é tido como mito que a musculação para crianças poderia acarretar diversas lesões. RISSO, LOPES & DE OLIVEIRA, (1999), sugerem que, ao invés de provocar lesões, o treinamento de força, aumenta a densidade óssea, atuando na sua prevenção. Não se esquecendo que o acompanhamento de um profissional é importante para que esta questão seja correta, pois todos os cuidados serão poucos no treinamento com pesos.

É preciso adaptar o treinamento às condições individuais da criança, voltando sempre à atenção para a técnica correta de execução das atividades, quantidade de peso e a sua motivação para a execução dos exercícios. Outro mito a respeito é de que a criança que pratica musculação não cresce, mas com um treinamento adequado (analisando sobrecarga, movimentos contínuos, sem parada ou inícios bruscos) a criança pode desenvolver o seu crescimento normalmente.

Qualquer pessoa que consiga, por exemplo, sentar e levantar de uma cadeira ou guardar as compras do supermercado na geladeira poderá praticar musculação sem causar NENHUM malefício, afinal a musculação não é somente aquele treinamento com alta intensidade de carga (exercícios com muito peso), musculação também é treinar com pesos de 1 ou 2 quilos quando for necessário ou até mesmo com a resistência do próprio corpo ou com o auxilio de elásticos, que entraríamos no principio do treinamento funcional, vertente de treinamento que está bastante presente hoje nas academias e neste ponto, ter um acompanhamento de um bom educador físico é essencial.

Na musculação, diferentemente de outros esportes, temos total controle sobre a carga utilizada, tempo de descanso e intensidade do treinamento, focando no objetivo da pessoa que pratica, além de não haver grande impacto sobre as articulações quando praticada de forma correta, gerando os ganhos desejados sem riscos a integridade do praticante.

Uma coisa que é difícil de entender é de onde que veio a crença de que crianças que praticarem musculação não crescerão, este pensamento está totalmente equivocado. Ao praticarmos exercícios resistidos nós estimulamos o nosso corpo a uma série de reações fisiológicas, entre elas o aumento da produção de GH (hormônio do crescimento) responsável pelo crescimento longitudinal, ou seja, o desenvolvimento do corpo da criança ou adolescente que pratique musculação ocorrerá normalmente, além de ter um crescimento normal à criança ao praticar musculação tem uma grande melhora em seu condicionamento físico, coordenação motora e tem um menor risco de ter futuramente problemas como hipertensão e diabetes.

Fonte: Pressão Alta

Veja também

Dicas para evitar Doenças de Pele comuns do Verão!15/12/16 No verão, os cuidados com a pele devem ser redobrados, porque o sol e a desidratação podem trazer muitos problemas como queimaduras, envelhecimento precoce, aumentando até mesmo o risco de câncer. Assim, para evitar as doenças de pele comuns no verão como micose, queimaduras e câncer de pele, deve-se adotar medidas simples, como manter a pele seca, livre do......
Agora somos Amais!07/02/18 O mundo está em constante evolução e nós também. E para acompanhar as mudanças do seu mundo a marca CháMais agora também é Amais. Nossa receita foi unir paixão e tecnologia à......
Outubro Rosa: autoestima influencia no tratamento de câncer22/10/18 Segundo o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), estão sendo estimados 57.960 novos casos de câncer de mama este ano no Brasil. Em sua maioria, entre as mulheres, com 14.206 ocorrências, contra 181 por......

Voltar para (NOTÍCIAS)